Você está em Artigos

Ansiedade: como combatê-la através da alimentação

Certos alimentos podem levar à ansiedade; outros podem apaziguá-la. Primeiramente deve-se manter os níveis de açúcar estáveis no sangue, com a distribuíção de pequenas refeições ao longo do dia.

Carboidratos complexos contêm serotonina, um neurotransmissor que tem efeito calmante no cérebro.

Consuma cereais integrais (arroz ou farinha de trigo integral) em todas as refeições. Ingira quantidades suficientes de vitaminas do complexo B, aumente a ingestão de levedo de cerveja, arroz integral e hortaliças verde-escuras.

Alimentos fibrosos e iogurte com lactobacilos vivos ajudarão a melhorar a flora intestinal, o que será benéfico para a produção de serotonina via intestinal. Cálcio e magnésio acalmam o organismo. Boas fontes são encontradas em: algas marinhas, brócolis, couve, soja, nozes, salmão, sardinha, iogurte sem açúcar.

Alimentos que devem ser evitados

A cafeína e o álcool causam a ansiedade e seus sintomas. Açúcar refinado (doces) e refrigerantes são os principais inimigos das pessoas ansiosas.

Eles elevam os níveis de açúcar sanguíneo rapidamente, o que leva à irritabilidade, depressão e tensão.

A ansiedade pode ser resultado de toxinas acumuladas no corpo e estresse. Nestas situações, recomenda-se dieta desintoxificante (alimentos in natura, eliminar leite, carne vermelha, café, chá preto, álcool, aumentar o consumo de frutas e hortaliças).

Suplementos naturais que podem ser utilizados

5-hidroxitriptofano (aminoácido precursor da serotonina);

Óleo de peixe ou linhaça;

Levedo de cerveja (complexo B);

Dolamita (cálcio e magnésio);

Plantas como kava-kava, valeriana, erva-de-são-joão e camomila.

Como referenciar: "Ansiedade: como combatê-la através da alimentação" em Só Nutrição. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2018. Consultado em 09/12/2018 às 22:03. Disponível na Internet em http://www.sonutricao.com.br/conteudo/artigos/ansiedade/