Você está em Artigos

Dieta para a asma

A asma é uma doença respiratória grave que deixa suas vítimas literalmente sem ar.

As pessoas que sofrem de asma geralmente apresentam uma combinação de problemas pulmonares: espasmos brônquicos, inchaço dos revestimentos mucosos e maior produção de muco.

Por incrível que pareça, a alimentação e suplementos nutricionais podem ajudar a prevenir e aliviar a asma.

Sintomas

- Dificuldade de respirar;
- Chiados;
- Tosse;
- Sensação de aperto no peito;
- Aumento do ritmo cardíaco;
- Aumento do fluxo de muco;
- Inflamação no revestimento mucoso.

Alimentos indicados

A dieta deve ser baseada em alimentos que não promovam a produção de muco: hortaliças e frutas cruas, sementes, cereais integrais, carnes magras e peixes frescos. Os carotenoides encontrados nos alimentos de cor amarelo-laranja proporcionam benefícios antioxidantes e anti-inflamatórios naturais.

Estudos mostram que crianças que consomem peixe 1 vez por semana tem menos chances de desenvolver asma. A semente de linhaça, rica em Omega-3, também traz as mesmas propriedades do peixe. Cebola e alho não podem faltar na alimentação, pois são anti-inflamatórios.

Os laticínios devem ser eliminados, pois estimulam a produção de muco, que obstrui as passagens aéreas. Pelo mesmo motivo, fique longe de açúcares, frituras e alimentos refinados. Evite também alimentos processados, desidratados ou defumados. A cada três meses, faça uma dieta de desintoxicação de 7 dias para expelir o muco, incluindo algas como chlorela e espirulina.

Suplementos naturais que podem ser utilizados

Óleo de peixe e de linhaça, linhaça moída, magnésio, extrato de acerola, astrágalo, vitamina B12, levedo de cerveja, ginkgo biloba e chlorela.

Como referenciar: "Dieta para a asma" em Só Nutrição. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2018. Consultado em 16/11/2018 às 20:42. Disponível na Internet em http://www.sonutricao.com.br/conteudo/artigos/asma/