Você está em Artigos

Inclua brotos na sua alimentação!


Os brotos de trigo, lentilha, arroz integral, grão-de-bico, gergelim, linhaça, girassol, feno-grego, nabo, repolho, brócolis e rabanete estão ganhando espaço na mesa de muita gente.

A semente, mesmo seca, quando mantida em lugar úmido, volta a germinar e tem os valores nutritivos multiplicados.

Estudos comprovam que nos brotos de trigo a quantidade de vitamina C aumenta 600% e a de vitamina E triplica nos quatro primeiros dias do crescimento.

A soja, por exemplo, após 48 horas de germinação tem sua quantidade de caroteno duplicada. O mesmo acontece com a riboflavina, em 54 horas. Essas duas substâncias ajudam a evitar os efeitos desagradáveis da menopausa e a combater o câncer.

Além dessas vantagens para a saúde, você pode ter o prazer de ver os brotos germinando aí mesmo, em sua cozinha. Ao optarmos pelos brotos, ingerimos a energia vital da planta, pois neles encontramos o ponto mais alto de vitalidade do ciclo dos vegetais. Incluir brotos na dieta pode facilitar grandes transformações.

Vale lembrar que, por exemplo, um punhado de brotos de rabanete, provenientes de centenas de sementes em um pote de vidro, representa o equivalente a 100 pés da hortaliça crescida, que você pode comer em uma única refeição. Justamente por isso, consumir brotos vem sendo considerado pelos nutricionistas uma prática ecológica: é econômico, o transporte é mínimo e não se joga quase nada fora durante o processo.

Uma semente armazenada em sacos de supermercado está afastada da natureza, e todo seu potencial nutritivo e genético está latente. Quando colocada em água, renasce e tem suas informações reativadas. Os brotos são energéticos, de rápida digestão e contêm muita água, contribuindo na hidratação do organismo.

A vitalidade desse alimento mantém as pessoas jovens e saudáveis. A explicação é científica: no processo de desenvolvimento dos brotos, acontece um significativo aumento da concentração de DNA, uma molécula portadora de informações vivas que o organismo utiliza como matriz para reproduzir novas células e formar novos tecidos, o que revitaliza a pele.

Os brotos, de todos os tipos, devem ser consumidos frescos e crus.

Como cultivar os brotos

Lave os grãos e coloque-os num recipiente de vidro. Em seguida, cubra com um pano e guarde num ambiente escuro. Repita o processo por 3 a 4 dias, até os brotos começarem a germinar.

Como referenciar: "Inclua brotos na sua alimentação!" em Só Nutrição. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2020. Consultado em 23/11/2020 às 15:38. Disponível na Internet em http://www.sonutricao.com.br/conteudo/artigos/brotos/

Divirta-se com o LOBIS HOMEM

O SONHO DE SER CANTOR

SOFRENDO COM A LÍNGUA PORTUGUESA