Você está em Artigos

Deficiência de cálcio e o leite

A osteoporose é uma doença que vem ocorrendo com maior frequência na população, mesmo com o alto consumo de laticínios, o que confirma que somente a ingestão de alimentos ricos em cálcio não é o suficiente.

É necessário que esses alimentos sejam bem digeridos e que o cálcio esteja disponível para a sua absorção.

Aspectos que podem alterar a absorção do cálcio

  1. Excesso de proteína na dieta leva a perda de cálcio: Uma alimentação muito rica em proteína aumenta a eliminação de cálcio pela urina, porque o organismo gasta muito cálcio para processar a proteína. Proteína animal que tem maior volume de certos ácidos, que retiram o cálcio dos ossos.
     
  2. Presença de oxalatos e outras substâncias que impedem a absorção do cálcio: Tanto o oxalato como as fibras interferem na absorção de cálcio. É recomendável evitar chocolates, espinafre e fibras em excesso.
     
  3. Deficiência de vitamina D: É uma vitamina fundamental no metabolismo do cálcio.
     
  4. Deficiência de magnésio: Quando existe mais cálcio do que magnésio, são liberados hormônios que retiram o cálcio dos ossos e o levam para tecidos moles. Para que o cálcio permaneça no lugar correto, que são os ossos, deve haver maior ingestão de alimentos ricos em magnésio.
     
  5. Excesso de açúcar: O açúcar consome as reservas de vitaminas e minerais no processo de sua digestão e metabolismo. Um outro fator que é ao causar acidez sanguínea faz com que o cálcio e magnésio sejam mobilizados dos ossos para tentar equilibrar o PH do sangue.
     
  6. Presença de metais pesados: O chumbo é um metal considerado tóxico que impede a absorção do cálcio. Está presente nos enlatados, agrotóxicos, cigarros, poluição e água tratada.
     
  7. Alergia alimentar: A alergia alimentar leva a distúrbios no sistema digestivo dificultando a absorção de nutrientes.
     
  8. Excesso de fósforo: Está presente em enlatados, refrigerantes e fertilizantes, que competem com o cálcio e que podem causar ou agravar a osteoporose.
     
  9. Excesso de cafeína: A cafeína aumenta a excreção urinária de cálcio e outros minerais.
     
  10. Excesso de sódio: Ingerimos sódio não só através do sal de cozinha mas também pelo uso constante de alimentos industrializados que contém conservante a base de sódio.

Como ingerir cálcio adequadamente?

Embora os laticínios sejam ricos em cálcio, apresentam vários inconvenientes como: presença de um tipo de gordura que favorece o aumento de lipídios no sangue (exceto o desnatado), fermentação digestiva, rico em proteínas (dificulta absorção do cálcio), aumento da acidez no estômago (mobiliza cálcio dos ossos para equilibrar PH), reações alérgicas, formação de muco e distúrbios gastrointestinais.

O ideal não é depender apenas do leite como fonte de cálcio e o seu consumo deve ser moderado. Deve se dar preferência por outras fontes como os vegetais verdes folhosos, as castanhas e outras sementes.

Fonte de cálcio nos alimentos:

Alimento 100g

Cálcio (mg)

Alga marinha (Agar, Nori, Kombu...)

1100

Sardinha

500

Gergelim

417

Brócolis

400

Aveia

392

Couve

330

Amêndoa

254

Castanha do Pará

198

Salsa

195

Agrião

168

Tofu

150

Leite de vaca

123

Iogurte

120

Acelga

112

Açaí

110

Coco

108

Merluza (peixe)

61

Feijão preto

60

Cenoura

56

Absorção de cálcio nos alimentos

- Vegetais de folha verde-escuros: 50-70%, exceto espinafre: 5% (grande presença de oxalatos)
- Leite: 32%
- Amêndoas: 21%
- Feijões: 17%

Como referenciar: "Deficiência de cálcio e o leite" em Só Nutrição. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2020. Consultado em 25/10/2020 às 01:59. Disponível na Internet em http://www.sonutricao.com.br/conteudo/artigos/deficienciacalcio/

Divirta-se com o LOBIS HOMEM

O SONHO DE SER CANTOR

SOFRENDO COM A LÍNGUA PORTUGUESA