Você está em Artigos

Luteína + zeaxantina, presentes na gema do ovo, podem reduzir risco de câncer de mama

O câncer de mama é uma doença resultante da multiplicação de células anormais da mama, que forma um tumor com potencial de invadir outros órgãos.

Há vários tipos de câncer de mama. Alguns se desenvolvem rapidamente e outros não. A maioria dos casos tem boa resposta ao tratamento, principalmente quando diagnosticado e tratado no início.

De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), o câncer de mama é o tipo mais comum de câncer nas mulheres de forma geral. A idade é um dos fatores que mais aumenta o risco. Entretanto, fatores endócrinos, história reprodutiva, fatores ambientais e fatores genéticos estão relacionados à doença.

Em se tratando de fatores ambientais, estudos mostram que a prevalência de câncer de mama está relacionada à ingestão de bebidas alcoólicas, sobrepeso e obesidade. As recomendações relacionadas à prevenção têm sido a prática de exercícios físicos para o controle ou manutenção do peso, redução do consumo de alimentos ultraprocessados e ricos em gorduras e o aumento do consumo de verduras, legumes, frutas e oleaginosas. Apesar de muitos estudos ainda serem necessários, alguns deles têm apresentado associação inversa entre nutrientes e câncer de mama.

Compostos bioativos como os carotenoides possuem a capacidade de proteger as células contra radicais livres que provocam alterações como inflamação e alterações no DNA.

Um estudo realizado entre mulheres chinesas na região de Guandong indicou que uma maior ingestão de carotenoides (α-caroteno, ß-caroteno, ß-criptoxantina e luteína / zeaxantina) foi associada com uma diminuição do risco de câncer de mama.

Uma análise de 8 estudos de corte, com mais de 80% dos dados prospectivos publicados sobre carotenoides séricos e câncer de mama sugere que mulheres com maiores níveis circulantes de α-caroteno, ß-caroteno, luteína + zeaxantina, licopeno e carotenoides totais podem ter um risco reduzido de câncer de mama.

A gema do ovo possui luteína e zeaxantina, que é também uma fonte de proteína, de fácil preparo, saboroso, contribui para o consumo de alimentos menos industrializados e pode colaborar com um aumento dos carotenoides dentro de uma alimentação equilibrada.

Autora: Lúcia Endriukaite

Como referenciar: "Luteína + zeaxantina podem reduzir risco de câncer de mama" em Só Nutrição. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2018. Consultado em 09/12/2018 às 22:57. Disponível na Internet em http://www.sonutricao.com.br/conteudo/artigos/ovoluteina/