Você está em Artigos

Pólen apícola

O pólen apícola é coletado nas plantas pelas abelhas, que o transportam em suas patas, mais precisamente nas corbículas (cestas de pólen).

Ao receber a insalivação, o pólen é enriquecido com enzimas e vitaminas, sendo estocado nos alvéolos dos favos. A partir daí, passa a ser chamado de “pão das abelhas”.

O pólen apícola apresenta em sua composição grande quantidade de aminoácidos essenciais, ácidos graxos vitaminas, oligoelementos, fibras vegetais, minerais e moléculas proteicas - como os flavonoides.

As substâncias nutritivas estimulam o metabolismo celular e a síntese dos produtos indispensáveis às glândulas. Além disso, reforçam a imunidade, neutralizam os radicais livres, diminuem os riscos de câncer e doenças cardiovasculares.

Os radicais livres são resíduos oriundos do metabolismo celular, sendo agressivos para as moléculas biológicas. Sabe-se que certas enzimas são capazes de destruí-los, enquanto que a vitamina C, a vitamina E, o betacaroteno, o zinco e o selênio conseguem neutralizá-los.

Composição geral do pólen

Água (Pólen Fresco) 8% - 16%
Água (Pólen Seco) 3% - 5%
Glicídios 25% - 42%
Lipídeos 1% - 14%
Protídeos 11% - 29%
Sais Minerais 1% - 8%
Diversos 21% - 31%

 

Microgramas
Vitamina B15,75 - 10,80
Vitamina B216,30 - 19,20
Vitamina B398,0 - 210,0
Vitamina B53,0 - 51,0
Vitamina B60,0 - 9,0
Vitamina B730,0 - 40,0
Vitamina B80,1 - 0,25
Vitamina B93,4 - 6,80
Vitamina B12presente
Vitamina C152,0 - 640,0
Vitamina D0,20 0,60
Vitamina E0,10 - 0,32
Vitamina Apresente

 

Gramas
ÁCIDO ASPÁRTICO 1,10 - 3,80
ÁCIDO GLUTÂMICO 0,35 - 3,50
ALANINA 0,40 - 1,65
ARGININA 0,40 - 2,45
CISTINA 0,03 - 0,30
GLICINA 0,30 - 1,40
HISTIDINA 0,15 - 0,85
ISOLEUCINA 0,25 - 1,50
LEUCINA 0,40 - 2,45
LISINA 0,35 - 2,30
METIONINA 0,10 - 0,75
FENILALANINA 0,30 - 1,55
PROLINA 0,35 - 4,95
SERINA 0,30 - 1,65
TREONINA 0,25 - 1,45
TRIPTOFANO 0,40 - 1,10
TIROSINA 0,15 - 1,20
VALINA 0,30 - 1,70

Valor terapêutico

1 - Ação sobre o aparelho digestivo: regula o funcionamento, equilibrando a flora intestinal ao nível do cólon e do intestino delgado.

2 - Ação na hemoglobina do sangue: o ferro e a vitamina B12 aumentam a taxa de hemoglobina dos glóbulos vermelhos.

  1. Estado de fadiga: quando consumido na indicação adequada, o pólen produzirá efeito eufórico, aumentando a capacidade física e mental (em média no período de 10 a 20 dias após o consumo).
  2. Ação protetora do sistema vascular: os flavonoides existentes no pólen atuam sobre o sistema circulatório, promovendo um fortalecimento das veias e artérias.
  3. Ação na regularização hormonal: ao atuar sobre o sistema hormonal, o pólen reduz o estresse e o envelhecimento precoce.
  4. Ação metabólica: o pólen atua sobre o metabolismo celular devido à presença de grande quantidade de aminoácidos, oligoelementos e vitaminas, que são responsáveis pela síntese das proteínas.
  5. Não tem contraindicação: não há registros sobre qualquer contraindicação relacionada ao consumo de pólen.

Como consumir?

Para um melhor aproveitamento e efeito imediato, o pólen deve ser consumido em jejum e mastigado (pólen granulado).

Dessa maneira, devido à insalivação e trituração, haverá maior assimilação pelo organismo. Outra opção é consumi-lo misturando-o com mel, geleia, manteiga, iogurte, cremes, sucos de frutas, etc.

A dose aconselhável é de 25 g/dia para adultos e 5 a 10 g/dia para crianças, dependendo da idade. Como indicativo, sabe-se que uma colher (chá) corresponde a 8 g de pólen, enquanto que uma colher (sopa) é equivalente a três colheres (chá).

Como referenciar: "Pólen apícola" em Só Nutrição. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 17/11/2019 às 08:18. Disponível na Internet em http://www.sonutricao.com.br/conteudo/artigos/polemapicola/