Você está em Artigos

Ração humana

Ração humana era o nome de um alimento feito de uma mistura de cereais e outros alimentos funcionais moidos ou em pó.

O nome se originou para se opor à ração animal, porém não pode ser considerada uma ração porque não supre as totais necessidades nutricionais de uma pessoa. Assim, em 2011 a ANVISA proibiu a utilização do nome ração humana, que passou a ser considerado como complemento alimentar.

É composta dos seguintes alimentos:

- 250g de fibra de trigo
- 125g de leite de soja em pó
- 125g de linhaça marrom
- 100g de açúcar mascavo
- 100g de aveia em flocos
- 100g de farinha de arroz integral
- 100g de fubá de milho branco
- 75g de gérmen de trigo
- 50g de gelatina sem sabor
- 25g de guaraná em pó
- 25g de levedo de cerveja
- 25g de cacau
- 25g de quinoa

A combinação destes alimentos garante a oferta de nutrientes essenciais, capazes de equilibrar as funções orgânicas e gerar, dentre outros benefícios, o emagrecimento.

Também podemos citar a melhora do trânsito intestinal e da disposição física, o combate à flacidez e o alívio aos sintomas da menopausa.

A composição ainda ajuda a melhorar o sistema imune e protege o organismo das doenças cardiovasculares.

O composto é vendido pronto em casas de produtos naturais e cada alimento pode ser comprado separadamente e ser feito em casa, com a vantegem de poder excluir ou incluir algum item; açúcar mascavo, por exemplo, pode ser trocado por adoçante.

Os ingredientes são batidos no liquidificador, menos os produtos em forma de pó, que são misturados depois.

Guarde a mistura em vidros limpos e secos, bem lacrados. Pode ser conservado na geladeira por 15 dias. A recomendação diária de utilização é 2 colheres de sopa por dia, batidos com água, suco ou leite.

Como referenciar: "Ração humana" em Só Nutrição. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2018. Consultado em 21/09/2018 às 15:18. Disponível na Internet em http://www.sonutricao.com.br/conteudo/artigos/racaohumana/