Você está em Artigos

Benefícios da soja

Excelente fonte de minerais como o ferro, o potássio, o fósforo, o cálcio e as vitaminas do complexo B, a soja é rica em proteínas, isoflavonas e ácidos graxos insaturados que têm ação na prevenção de doenças crônico-degenerativas.

São inúmeras as pesquisas realizadas na área médica do Japão, da China, dos Estados Unidos, do Brasil e da Europa que comprovam os benefícios da soja na prevenção de doenças crônicas.

Estudos que utilizaram regularmente a soja em sua dieta alimentar mostraram reduzidos os índices de doenças coronárias, de câncer de mama e de próstata, quando comparados aos dos países onde a soja é pouco utilizada.

As isoflavonas são apontadas como os principais compostos presentes na soja capazes de inibir e prevenir o aparecimento de vários tipos de câncer.

Prevenção das doenças cardiovasculares

As proteínas de origem vegetal são mais benéficas à saúde do que as de origem animal, pois diminuem o colesterol sanguíneo total e o LDL, popularmente conhecido como colesterol ruim.

A ingestão diária de 25g da proteína da soja reduz acentuadamente o colesterol total e até 30% dos níveis de LDL, ao mesmo tempo em que ocorre um estímulo para o HDL (comumente chamado de colesterol bom).

As isoflavonas atuam de maneira protetora sobre a camada interna que recobre as artérias, prevenindo a arteriosclerose e a trombose, que são processos de obstrução das artérias.

Prevenção da tensão pré-menstrual (TPM) e do climatério (menopausa)

As mulheres em fase pré-menstrual e menopausa podem se beneficiar de uma dieta com ingestão diária de soja, já que as isoflavonas são fitoestrógenos com estruturas químicas bastante semelhantes à do estrógeno.

Os níveis de estrógeno diminuem durante o ciclo menstrual, causando a tensão pré-menstrual, que pode ter seus sintomas amenizados em função da soja.

Prevenção da osteoporose

A osteoporose é a diminuição da quantidade de massa óssea no corpo, tornando os ossos mais frágeis.

Anualmente, as mulheres perdem de 0,3% a 0,5% de massa óssea, e nos primeiros anos da menopausa chegam a perder até 3% de massa óssea por ano.

Os níveis de estrógeno no sangue diminuem acentuadamente após a menopausa, aumentando o risco de a mulher desenvolver a osteoporose. A administração de hormônios sintéticos, ou das isoflavonas presentes na soja, bem como de cálcio, ajudam na prevenção da osteoporose.

Como referenciar: "Benefícios da soja" em Só Nutrição. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2018. Consultado em 09/12/2018 às 21:59. Disponível na Internet em http://www.sonutricao.com.br/conteudo/artigos/soja2/