Você está em Artigos

Tipos de adoçantes

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), os adoçantes são produtos especificamente formulados para conferir sabor doce a alimentos e bebidas, sendo a sacarose (açúcar de cana) o principal exemplo.

Os adoçantes dietéticos também conferem doçura, mas sem possuir sacarose na composição, uma vez que são elaborados para atender às necessidades de pessoas com restrição a carboidratos simples (diabéticos).

Os adoçantes dietéticos são constituídos por edulcorantes e agentes de corpo.

Os edulcorantes são as substâncias químicas responsáveis pelo sabor adocicado e normalmente possuem um poder adoçante muito superior ao da sacarose. É necessária, portanto, uma quantidade menor para obter a mesma doçura. Ainda há a vantagem de ter menos ou nenhuma caloria.

Quanto à rotulagem, os adoçantes dietéticos possuem algumas particularidades. As informações que devem estar presentes são:

- os nomes e os tipos (artificiais ou naturais) de edulcorantes;

- o alerta "contém fenilalanina" para os adoçantes que tiverem aspartame na composição;

- a orientação "consumir preferencialmente sob indicação de nutricionista ou médico";

- o valor energético (Kcal) em medidas práticas usuais tais como: gotas, colher de café, colher de chá, envelope e tabletes, juntamente com a equivalência de seu poder adoçante em relação ao da sacarose.

Edulcorantes

São divididos em:

1) Naturais (extraídos de vegetais e frutas)
- esteviosídeo
- sorbitol
- manitol
- sucralose

2) Artificiais (produzidos em laboratório)
- sacarina
- aspartame
- ciclamato
- acesulfame-K

Os adoçantes cuja matéria-prima são edulcorantes, em geral não são absorvidos pelo organismo, ou contêm valor calórico muito reduzido e por isso fazem parte de dietas de redução de peso.

Podem ser classificados em nutritivos (fornecem calorias) ou não nutritivos (não fornecem calorias).

Naturais

Esteviosídeo

- edulcorante natural extraído da planta Stevia rebaudiamv.
- poder edulcorante relativo: 180.
- adoçante nutritivo.
- estável sob altas temperaturas e em meio ácido.
- usado como adoçante de mesa, gomas de mascar, balas, bombons, bebidas, gelatinas, pudins, sorvetes e iogurtes.

Sorbitol

- pertence à categoria dos polialcoóis (forma alcoólica da sacarose). Presente em várias frutas.
- poder edulcorante relativo: 60.
- adoçante nutritivo: valor calórico equivalente ao da sacarose.
- associado à frutose.
- usado como geléias, gomas de mascar, balas e panetones.

Manitol

- pertence à categoria dos polialcoóis (forma alcoólica da manose). Presente em várias frutas.
- poder edulcorante relativo: 50.
- adoçante nutritivo: valor calórico equivalente ao da sacarose.
- usado como gomas de mascar e balas.

Sucralose

- origem: molécula modificada da sacarose.
- poder edulcorante relativo: 600.
- adoçante não nutritivo.
- ausência de sabor residual.
- estável sob altas temperaturas, sendo utilizado em preparações destinadas à cocção.
- usado como adoçante de mesa e em preparações.

Artificiais

Sacarina

- substância derivada do petróleo.
- poder edulcorante relativo: 300.
- sabor residual amargo em concentrações altas. Redução de sabor residual pela mistura de sacarina e ciclamato.
- adoçante não nutritivo.
- submetida ao calor, não perde suas propriedades.

Ciclamato

- substância derivada do petróleo.
- poder edulcorante: 30.
- sabor agridoce.
- proibida a comercialização nos EUA (estudos indicam que a hidrólise do ciclamato,  no trato digestivo, pode produzir uma substância carcinogênica).
- adoçante não nutritivo.
- estável sob altas temperaturas, sendo utilizado em preparações destinadas à cocção.
- longa validade e bastante solúvel em água.
- usado como adoçante de mesa, gomas de mascar, bebidas, congelados, refrigerantes, geléias e sorvetes.

Aspartame

- origem: combinação dos AA: fenilalanina e ácido aspártico.
- poder edulcorante: 180.
- sem sabor residual amargo.
- acentuado aroma de sabor de frutas ácidas.
- adoçante nutritivo (fornece calorias): 4 kcal/g.
- instável sob altas temperaturas, sendo inadequado em preparações destinadas à cocção.
- usado como adoçante de mesa, misturas, pós, gomas de mascar, balas, sobremesas, bebidas, congelados, refrigerantes, coberturas, xaropes e produtos lácteos.

Acesulfame-K

-  derivado do potássio.
- poder edulcorante: 200.
- sabor amargo em altas concentrações.
- adoçante não nutritivo.
- estável sob altas temperaturas.
- usado isoladamente ou combinado com outros edulcorantes.
- usado como adoçante de mesa, em gomas de mascar, bebidas, café e chás instantâneos, gelatinas, pudins, produtos lácteos, panificação e sorvetes.

Como referenciar: "Tipos de adoçantes" em Só Nutrição. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 19/07/2019 às 03:05. Disponível na Internet em http://www.sonutricao.com.br/conteudo/artigos/tiposdeadocantes/